Professor brasileiro de História reproduz Segunda Guerra Mundial no Facebook

E se o conflito da Segunda Guerra Mundial não passasse de mais um “barraco” no Facebook? Como a Alemanha, por exemplo, discutiria com a União Soviética e chamaria o Reino Unido para a briga?

“Sarre, Renânia, Áustria e Tchecoslováquia tamo junto na parada. É nois!!! III Reich comanda!!! Hehehehehe…”, comenta o perfil da Alemanha em sua timeline em 1939, no que é curtida pela Itália facista. Logo abaixo no post alemão, o Reino Unido comenta:

“Se liga aí, porque a potência maioral da Europa sou eu. Tô de olho nessa onda de vocês, mas se vocês pensam que vou me estressar estão muito enganados! Tô de boa aqui!”

É desse modo, usando gírias bem cariocas, que o professor de História Paulo Alexandre Filho começa a contar os capítulos da Segunda Guerra como se eles fossem posts publicados no Facebook. Docente da rede estadual de educação de Pernambuco, Paulo simplesmente recriou passo a passo todos os episódios do confronto, desde 1939, quando a Alemanha começa sua política expansionista na Europa, até 1945, quando os Estados Unidos lançam duas bombas nucleares sobre o Japão e encerram a maior guerra da História.

Veja aqui passo a passo o desenrolar da Segunda Guerra Mundial no Facebook.

Hist-1Hist-2Hist-3Hist-4Hist-5Hist-6Hist-7Hist-8Hist-9Hist-10Hist-11Hist-12Hist-13

Para o Pacto Nazi-Soviético de 1939, por exemplo, Paulo simula a situação onde a Alemanha publica no mural da União Soviética a seguinte pergunta: “Que tal dividirmos a Polônia?”. Os comunistas não pensam duas vezes, curtem o post e ainda comentam abaixo: “Combinado. Se os ingleses acharem ruim, entramos em guerra com eles. Tô afim de uma briga!”.

Alguns posts abaixo, o leitor se depara com outro episódio crucial do conflito, com a Alemanha postando no próprio mural: “Invadimos a URSS. Chupa, Stalin666!”. O post fictício representa a Operação Barbarossa e é curtido por Bulgária, Itália e Japão, não por acaso aliado dos alemães no confronto.

Já para simular a invasão dos EUA à França ocupada pelos alemães, na Normandia, Paulo exibe o suposto perfil de Dwight Eisenhower, então comandante das forças aliadas, criando um evento chamado “O Dia D – Festa na Praia”. EUA, Reino Unido, URSS e mais 32 países curtiram o evento, criado em 1944.

E como o Brasil entra na Segunda Guerra? “EUA adicionou Brasil no grupo ‘Os Aliados'”.

– Humor sempre fez parte de meu trabalho. Minhas aulas costumam envolver algum tipo de interpretação, de brincadeira orquestrada para chamar a atenção e facilitar a interação com os alunos – explica o professor.

A criatividade de Paulo já lhe rendeu convites para escrever livros de História apenas neste formato de Facebook, mas por falta de tempo, o professor teve de declinar da oferta. Ele conta que recriar toda a Segunda Guerra em Facebook não lhe tomou muito tempo. Na verdade, o trabalho foi feito numa tarde, 1 de janeiro do ano passado, “um dia geralmente lento e sem opções de distrações”, segundo ele. O docente mostrou aos alunos sua invenção, e o sucesso foi tamanho que ele resolveu publicar em seu blog de História. Resultado, quase 600 comentários na página e mais de 12 mil de compartilhamentos nas redes sociais.

Veja aqui o blog do professor Paulo Alexandre Filho.

Com informações de O Globo.

FDRH divulga informações acerca dos prazos do concurso do Magistério Estadual do RS

FDRH_LOGO

“A lista de classificação deve ser entregue à Secretara Estadual de Educação (Seduc) até 30 de agosto. Assim que o documento for entregue, a Seduc deve dar início à nomeação. De acordo com a Fundação, o  Estado prevê nomear os aprovados no concurso do magistério ainda em setembro“.

O concurso do magistério, que foi realizado no dia 19 de maio, contou com a participação de mais de 60 mil concorrentes. Das 10 mil vagas disponíveis, 26% foram destinadas às cotas, 16% dessas aos concorrentes negros e pardos e 10% às pessoas com deficiência, de acordo com a Fundação do Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), que coordenou o processo. A prova foi realizada em 30 cidades do Estado. Em Bagé, 1.422 candidatos participaram do concurso.

A aprovação depende do acerto do percentual mínimo de 60%, no total de 60 questões que compunham a prova objetiva. A seleção de caráter eliminatório foi composta por dois módulos, que tinham questões específicas para o cargo pretendido.

(…)

Para completar a nota, a prova de títulos será valorada na escala de zero ao máximo de 100 pontos, equivalente a 20% da nota final.

PRAZOS
O prazo para os candidatos ingressarem com recurso do gabarito terminou dia 31 de maio. De acordo com a FDRH, cerca de 1,5 mil procedimentos foram encaminhados. Através da assessoria de comunicação, a instituição informou que não há como precisar o tempo necessário para julgar todos os recursos. “Depois de concluído o procedimento, um novo edital é emitido com o gabarito e, junto, a divulgação de uma lista de quem aprovou e quem reprovou”, informa, em nota, a assessoria.

A lista de classificação deve ser entregue à Secretara Estadual de Educação (Seduc) até 30 de agosto. Assim que o documento for entregue, a Seduc deve dar início à nomeação. De acordo com a Fundação, o  Estado prevê nomear os aprovados no concurso do magistério ainda em setembro.

Os candidatos aprovados, conforme edital, podem ser designados para exercer suas atribuições em qualquer um dos municípios que integram a jurisdição da respectiva Coordenadoria Regional de Educação (CRE) onde se inscreverem.

Mais informações podem ser obtidas em www.fdrh.rs.gov.br ou  www.educacao.rs.gov.br.