Aprovados em concurso do Magistério RS devem ser chamados em setembro

fdrh-29-5

A Secretaria Estadual da Educação informou, nesta terça-feira, que prevê chamar os aprovados em recente concurso do magistério ainda em setembro. Conforme o diretor-presidente da FDRH, Jorge Branco, a lista de classificação deve ser entregue à pasta até 30 de agosto. Assim que o documento for entregue, a Secretaria deve dar início à nomeação. O prazo para os candidatos ingressarem com recurso terminou na segunda-feira. Cerca de 500 procedimentos foram encaminhados, mas só devem começar a ser julgados na próxima sexta, prazo para que os Correios entreguem todos os recursos.

Conforme Branco, não há como precisar o tempo necessário para julgar todos os recursos, mas depois de concluído o procedimento, um novo gabarito é emitido para permitir a divulgação de uma segunda lista de aprovados. Ele adiantou, porém, ser improvável que alguma questão seja anulada.

O concurso, realizado em 19 de maio, teve 66 mil participantes e 8% de abstenção. Os salários oferecidos vão de R$ 488,52 a R$ 1.355,64 para jornada de 20 horas semanais. Das vagas, 26% são destinadas às cotas; 16% aos candidatos negros e pardos e 10% às pessoas com deficiência.

O prazo de validade do concurso é de dois anos, prorrogável pelo mesmo período. Essa foi a segunda seleção realizada pela Seduc na gestão de Tarso Genro. Na primeira, ocorrida no ano passado, 5,5 mil das 10 mil vagas foram preenchidas e, entre os aprovados, só 4,9 mil assumiram a função.

Com informações do Correio do Povo/Rádio Guaíba.

Quer ganhar uma APOSTILA preparatória de presente do AGORA+ Concursos?

agora-promo1_2013

Quer ganhar uma APOSTILA preparatória de presente do AGORA Concursos?

perfil-promoPara concorrer, é bem simples:

1. Compartilhe esta imagem publicamente no seu mural no Facebook;
2. Acesse a página do AGORA Concursos | http://goo.gl/JDhSm | e clique em “Curtir”;
3. Em seguida, clique na aba “Promoções”. Logo abaixo da imagem de capa, clique em “Quero participar”.

PRONTO!

O sorteio vai acontecer na quarta-feira, dia 6 de fevereiro de 2013, a partir das 18h.
O vencedor poderá escolher uma das apostilas impressas disponíveis para envio no site do AGORA+ Concursos .

Boa sorte! 😀

Promoção de Verão: 20% de desconto em todos os cursos EAD

banner-verão2013_4

Cursos EAD disponíveis:

  • PC/RS 2013: Escrivão e Inspetor
  • BB 2013: Escriturário
  • SEDUC/RS 2013: Professor Estadual
  • SUSEPE/RS 2013: Agente Penitenciário
  • Correios – ECT 2013: Atendente comercial, carteiro, operador de triagem e transbordo
  • INSS 2013: Técnico e Analista do Seguro Social
  • PRF 2013: Policial Rodoviário Federal
  • PF 2013: Agente Administrativo
  • E muito outros…

Informações sobre a Promoção de Verão do GARRA EAD

Na compra de qualquer curso EAD do Garra, ganhe 20% de desconto para pagamento à vista por meio de depósito bancário.

Para efetuar a matrícula com o desconto, siga os seguintes passos:

1) Cadastre-se gratuitamente no site http://www.garraead.com.br.
2) Desconte 20% do valor do curso em que você tem interesse e deposite o valor na seguinte conta-corrente:

Banco do Brasil
ag. 2797-9
conta 32935-5
JAC Serviços de Informática Ltda

3) Envie o comprovante escaneado ou fotografado para o e-mail garraead@gmail.com. No mesmo e-mail, escreva os seguintes dados:

Nome completo
E-mail cadastrado no site http://www.garraead.com.br
Curso escolhido
Valor depositado

4) Assim que o depósito for confirmado, seu curso será liberado e você poderá acessá-lo com o usuário e senha que cadastrou.

Concursos Públicos: O que esperar em 2013? (I)

concursos2013

Uma parte considerável dos mais de 244 mil acessos que o blog teve a honra de receber em 2012 foi acerca da realização de concursos públicos. De fato, com cerca de 200 mil vagas disponíveis anualmente nas três esferas de poder, além dos ministérios públicos, defensorias, estatais etc, o serviço público tornou-se uma real opção de trabalho qualificado e estável no Brasil (embora muitas categorias como, por exemplo, professores e policiais continuem com remunerações muito abaixo do desejável).

Assim, a primeira postagem do ano será sobre alguns dos mais importantes concursos previstos para 2013.

Começarei pelos concursos estaduais no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Nas próximas postagens abordarei os certames federais.

Confira a lista com alguns dos certames previstos para 2013:

con_estad

rs

Magistério Estadual – Secretaria da Educação | SEDUC-RS
Número de vagas: 10 mil
Cargo: Professor Estadual
Escolaridade: nível médio-técnico (séries iniciais) e superior (habilitações)
Remuneração: R$ 725,50 (20h) + benefícios da carreira.
Organizadora do certame: FDRH-RS
Previsão de publicação do Edital: 18/01/2013

Polícia Civil – Secretaria da Segurança Pública  | SSP-RS
Número de vagas: 700
Cargo: Inspetor e Escrivão de Polícia Civil
Escolaridade: nível superior
Remuneração: R$ 2.700,00 (aprox.) + benefícios da carreira.
Organizadora do certame: FDRH-RS
Previsão de publicação do Edital: março de 2013

Brigada Militar – Secretaria da Segurança Pública  | SSP-RS
Número de vagas: 2000
Cargo: Soldado Militar Estadual – Policiamento Ostensivo/Bombeiro
Escolaridade: nível médio
Remuneração: R$ 1.400,00 (aprox.) + benefícios da carreira.
Organizadora do certame: FDRH-RS
Previsão de publicação do Edital: abril de 2013

Superintendência de Serviços Penitenciários – Secretaria da Segurança Pública  | SUSEPE-RS
Número de vagas: 1600
Cargo: Agente Penitenciário / Agente Penitenciário Administrativo
Escolaridade: nível superior (AP); médio (APA)
Remuneração: R$ 2.850,00 (aprox.) + benefícios da carreira (AP).
Organizadora do certame: FDRH-RS
Previsão de publicação do Edital: abril de 2013

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio | SEAPA-RS
Número de vagas: 552 sendo 335 vagas, sendo 277 para fiscais agropecuários, destinados aos formados em Veterinária e Agronomia. Outras 118, serão para o preenchimento de cargos de técnico superior agropecuário.
Cargo: Fiscal Agropecuário / Técnico Superior Agropecuário
Escolaridade: nível superior e médio
Remuneração: Entre R$ 1,500,00 e R$ 4.300,00 (aprox.) + benefícios da carreira.
Organizadora do certame: não definida
Previsão de publicação do Edital: primeiro semestre de 2013

Departamento Estadual de Trânsito – SARH-RS | DETRAN-RS
Número de vagas: 216 vagas
Cargos: Técnico Superior de Trânsito (nível superior), Técnico Superior Administrativo (nível superior) e Auxiliar Técnico (nível médio/técnico).
Escolaridade: nível superior e médio/técnico
Remuneração:  R$ 1.435,40 para os cargos de nível médio, R$ 1.663,80 para o nível médio/técnico e R$ 4.053,60 para o superior.
Organizadora do certame: FUNDATEC
Previsão de publicação do Edital: janeiro de 2013

Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS | AGERGS
Número de vagas: 6 vagas e formação de cadastro de reserva para técnico superior (nível superior) e para auxiliar técnico (nível médio).
Cargos: Os cargos de nível superior serão de analista em informática, advogado, contador, economista, engenheiro civil, engenheiro ambiental e sanitarista (ou sanitarista ou ambiental), engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, jornalista e estatístico.
Escolaridade: nível superior
Remuneração:  Os salários variam entre R$ 1.770,45 e R$ 5.125,30.
Organizadora do certame: FDRH-RS
Previsão de publicação do Edital: janeiro de 2013

Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul | IPERGS
Número de vagas: 124
Cargo: cargos de nível médio, superior, além do cargo de perito e auditor médico
Remuneração: não informada
Organizadora do certame: Fundação La Salle
Previsão de publicação do Edital: primeiro semestre de 2013

Secretaria da Educação | SEDUC-RS
Número de vagas: 2 mil
Cargo: Servidor de Escola
Escolaridade: nível médio/técnico
Remuneração: não informada
Organizadora do certame: não definida
Previsão de publicação do Edital: 2013

Outros concursos aguardados:

  • Técnico do Tesouro do Estado | SEFAZ-RS;
  • Metroplan;
  • DAER-RS;
  • FEPAM-RS;
  • Secretaria de Habitação e Saneamento;
  • Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano.

Desemprego atinge em setembro menor taxa para o mês na série histórica do IBGE

Presidenta Dilma Rousseff recebe de Ian Robertson, vice-presidente da BMW, miniatura de um modelo BMW ano 1977 com as cores da bandeira brasileira. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

A taxa de desemprego registrada em setembro (5,4%) é a menor para o mês desde o início da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2002. Em relação ao resultado de agosto (5,3%), o índice ficou praticamente estável. Na comparação com setembro de 2011, quando a taxa chegou a 6%, houve redução de 0,6 ponto percentual.

Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada hoje (25) pelo IBGE. O levantamento inclui as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Porto Alegre, do Recife, Rio de Janeiro, de Salvador e São Paulo.

O comércio registrou crescimento de 3,7% na passagem de agosto para setembro, com abertura de 153 mil vagas. A área outros serviços teve aumento de 80 mil postos e registrou 2% de expansão. Já a indústria perdeu 49 mil vagas, uma queda de 2,6%.

Na região metropolitana de São Paulo, houve aumento na taxa de desocupação. O índice chegou a 6,5%, acima do registrado em agosto (5,8%), mas ficou estável em relação a setembro de 2011 (6,1%). O contingente de desocupados na região subiu para 669 mil pessoas, um aumento de 76 mil em um mês.

Como a população ocupada em SP ficou estável, à exceção da indústria, que fechou 49 mil postos em relação a agosto deste ano e 60 mil na comparação com setembro de 2011, a análise do IBGE é que mais pessoas saíram da inatividade, situação caracterizada pela falta do interesse em buscar emprego. O peso de São Paulo na pesquisa é 40%, seguido pelo Rio e por Belo Horizonte, com 20% e 10%, respectivamente.

“As pessoas estão procurando trabalho, por motivos que a pesquisa não conseguiu constatar. Em nenhum grupamento de atividade houve redução significativa, então essa população saiu da inatividade”, disse o gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

Segundo ele, o mercado de trabalho não teve evolução diferenciada, e o nível de ocupação não perdeu força em setembro deste ano, característica parecida com o que houve em julho e agosto.

Em setembro, pelos dados da PME, o Rio de Janeiro (4,4%) e Salvador (6,2%) apresentaram a menor taxa de desocupação da série histórica da pesquisa, embora a capital baiana tenha o segundo maior índice este mês. Há um ano, a taxa em Salvador era 9%. Segundo Azeredo, a queda, também encontrada em Recife, deve-se ao aumento das atividades nestas capitais nos últimos meses, indicando um mercado local movimentado.

A capital baiana teve um aumento de 82 mil pessoas ocupadas nos últimos 12 meses, enquanto a população economicamente ativa (PEA) teve um acréscimo de 31 mil pessoas. Em Recife, os dados são 97 mil e 91 mil pessoas, respectivamente, com aumento significativo de postos formais, especialmente no setor privado com carteira assinada, 42 mil postos em um ano.

A pesquisa destaca ainda que, em relação ao rendimento da população ocupada, houve aumento nas categorias indústria (1,3%), serviços prestados a empresas (2,1%), serviços domésticos (1,4%) e outros serviços (0,8%), e queda em comércio (-0,7%) e construção (-1,2%). Segundo Azeredo, os resultados decorrem principalmente da entrada de 153 mil pessoas no comércio, no mês. “São os novos contratos que fizeram com que ocorresse queda de rendimento”, disse.

O rendimento médio no conjunto das regiões metropolitanas subiu de R$ 1.768,89, em agosto, para R$ 1.771,2, em setembro. No mesmo mês do ano passado, o valor era R$ 1.697,73.

Assim como o IBGE, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) divulgam levantamento mensal sobre o desemprego no país. No entanto, as taxas apresentadas nas duas pesquisas costumam ser diferentes, devido aos conceitos e metodologia usados.

Entre as diferenças está o conjunto de regiões pesquisadas. A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), feita pelo Dieese e pela Fundação Seade, não engloba o levantamento dos desempregados da região metropolitana do Rio de Janeiro. Já na pesquisa do IBGE não estão incluídas duas regiões que fazem parte do conjunto da PED: Fortaleza e o Distrito Federal.

A pesquisa abrange 42 mil domicílios, com entrevistas feitas de 120 mil pessoas. Não são aplicados critérios específicos para evitar flutuações sazonais, como o aumento da contratação no comércio para vagas temporárias, no final do ano.

Com informações da Agência Brasil e IBGE.

SEDUC-RS chama o 2º grupo de candidatos aprovados no concurso do Magistério Estadual RS

Chamamento do 2º grupo de candidatos aprovados:
(candidatos com classificação de 1.101º ao 2.200º lugar)

Com informações da SEDUC-RS.

SEDUC-RS divulga novas informações acerca do concurso do Magistério Estadual 2011/2012

Foi publicada nota ontem, dia 18.9.2012, no jornal Zero Hora (pág. 12), informações sobre a publicação da classificação final do concurso do Magistério Estadual. Veja a nota e sua transcrição:

SEC chama aprovados
A lista com a classificação final dos professores aprovados no concurso do magistério está na Secretaria da Educação há pelo menos 10 dias e deve ser divulgada na próxima semana.

A secretária adjunta, Maria Eulália do Nascimento, explica que depende apenas de procedimentos da Secretaria da Administração. Os professores serão chamados por ordem de classificação para fazer exames admissionais, com hora marcada. Todos os 5 mil aprovados serão nomeados até o final do ano.

A SEC tem pronto o edital para selecionar mais 10 mil professores. Também está em fase de preparação outro concurso para funcionários de escola, com novas funções: técnico  em informática, assistente financeiro e técnico em nutrição.

Atualidades: Filme anti-islamismo desencadeia protestos contra EUA

Na última terça-feira, 11 de setembro, protestos irromperam em frente às embaixadas americanas do Cairo, no Egito, e de Benghazi, na Líbia, motivados por um vídeo que zombava do islamismo e de Maomé, o profeta muçulmano. No primeiro caso, os manifestantes destroçaram a bandeira estadunidense; no segundo, os ataques chegaram ao interior da embaixada, durante os quais morreram, entre outros, o embaixador e representante de Washington, Cristopher Stevens.

Desde então, protestos e confrontos, que vêm sendo registrados diariamente no Cairo, disseminaram-se contra embaixadas americanas em diversos países da África e do Oriente Médio. Nesta sexta, 14 de setembro, já haviam sido registrados eventos em Túnis (Tunísia)Cartum (Sudão)Jerusalém (Israel) , Amã (Jordânia) eSanaa (Iêmen). Há fotos e relatos de protestos também na Índia e em Bangladesh. Somados, estes episódios já deixam algumas dezenas de mortos e feridos entre manifestantes, diplomatas e forças de segurança.

O vídeo que desencadeou esta onda de protestos no mesmo dia em que os Estados Unidos relembravam os atentados terroristas de 2001 traz trechos de Innocence of Muslims (A Inocência dos muçulmanos, em tradução livre), filme produzido nos Estados Unidos sob a suposta direção de Nakoula Basseky Nakoula. Ele seria um cristão copta egípcio residente nos Estados Unidos, mas sua verdadeira identidade e localização ainda são investigadas. O filme, de qualidades intelectual e cultural amplamente questionáveis, zomba abertamente do Islã e denigre de a imagem de Maomé, principal nome da tradição muçulmana.

A Casa Branca lamentou o conteúdo do material, afirmou não ter nenhuma relação com suas premissas e ordenou o reforço das embaixadas americanas.

Com informações da Reuters.

IBGE divulga as estimativas populacionais dos municípios em 2012

Brasil: já somos quase 194 milhões.

O IBGE divulga hoje, 31 de agosto de 2012, as estimativas das populações residentes nos 5.565 municípios brasileiros com data de referência em 1º de julho de 2012. Estima-se que o Brasil tenha 193.946.886 habitantes, 3.191.087 a mais do que em 2010, quando a população chegou a 190.755.799. São Paulo continua sendo a cidade mais populosa, com 11,37 milhões de habitantes, seguida por Rio de Janeiro (6,39 milhões), Salvador (2,71 milhões), Brasília (2,64 milhões) e Fortaleza (2,50 milhões). Em relação a 2010, não houve mudança na lista dos 15 municípios mais populosos. Juntos, esses municípios somam 40,75 milhões de habitantes, representando 21,02% da população.

As estimativas populacionais são fundamentais para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos nos períodos intercensitários e são, também, um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios. Esta divulgação anual obedece à lei complementar nº 59, de 22 de dezembro de 1988, e ao artigo 102 da Lei n.º 8.443, de 16 de julho de 1992.

A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) de hoje, 31 de agosto de 2012. Está previsto, no artigo 102 da lei nº 8.443, acima citado, que, até 20 dias após a publicação das estimativas, os interessados poderão apresentar reclamações fundamentadas ao IBGE, que decidirá conclusivamente. Em seguida, até 31 de outubro, o IBGE encaminhará as estimativas definitivas ao Tribunal de Contas da União.

Os resultados das Estimativas de População 2012, publicados no D.O.U, também podem ser acessados na página
www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2012.

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – Copis

Excluindo-se as capitais, os municípios mais populosos são Guarulhos (1,24 milhão), Campinas (1,09 milhão), São Gonçalo (1,01 milhão), Duque de Caxias (867,06 mil), Nova Iguaçu (801,74 mil) e São Bernardo do Campo (774,88 mil). Com exceção das capitais, os 15 municípios mais populosos somam 11,47 milhões de habitantes, representando 5,92% do total da população do Brasil em 2012.

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – Copis

Borá (807 habitantes), em São Paulo, e Serra da Saudade (807 habitantes), em Minas Gerais, empatados na primeira colocação dentre os 15 municípios menos populosos em 2012, são os dois únicos municípios que possuem menos de mil habitantes. Os 15 municípios menos populosos do Brasil somam 17.621 habitantes, representando aproximadamente 0,01% da população do país.

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – Copis

São Paulo destaca-se como a Unidade da Federação mais populosa, com 41,90 milhões de habitantes (21,60% da população brasileira), seguida por Minas Gerais, com 19,85 milhões (10,23%), e Rio de Janeiro, com 16,23 milhões (8,36%). O estado de Roraima é o menos populoso, com 469,52 mil habitantes (0,24%), seguido do Amapá, com 698,60 mil (0,36%), e Acre, com 758,78 mil (0,39%).

Os municípios que protagonizaram, em conjunto, os mais expressivos crescimentos no período 2000-2012 foram aqueles com população entre 100 mil e 500 mil habitantes, revelando que o dinamismo populacional do Brasil continua seguindo novas rotas, particularmente rumo ao interior. Já o grupo de municípios com população abaixo desta faixa tiveram baixas taxas de crescimento no período, muitos deles com taxas de crescimento negativas ou próximas de zero.

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – Copis

Obs1: A taxa média de crescimento geométrico para os municípios de 10.001 até 20.000 habitantes é igual a 0,000043%. A mesma não pode ser diretamente observada no gráfico por questão de arredondamento da taxa com três casas decimais.

Obs2: Os 5.565 municípios existentes em 2010 foram estatisticamente reconstituídos para 2000, quando existiam originalmente 5.507 municípios instalados.

A região metropolitana (RM) de São Paulo mantém-se como a mais populosa, com 19,95 milhões de habitantes, seguida da RM do Rio de Janeiro (11,84 milhões), da RM de Belo Horizonte (5,50 milhões), da RM de Porto Alegre (3,99 milhões) e da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE) e entorno do Distrito Federal (3,83 milhões). As 15 regiões metropolitanas mais populosas somam 72,26 milhões de habitantes em 2012 (37,26 % da população total).

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas – DPE, Coordenação de População e Indicadores Sociais – Copis

Metodologia utilizada pelo IBGE

Como os resultados do Censo Demográfico 2010 estão sendo trabalhados, comparados e analisados com os parâmetros oriundos dos Censos Demográficos anteriores, não se viabilizou a atualização da Projeção da População do Brasil – Revisão 2008. Assim, a população do Brasil foi estimada pelo Método das Componentes Demográficas a partir da população base, por sexo e grupos de idade, do Censo Demográfico de 2000, considerando as tábuas de mortalidade de 2000 e incorporando o padrão da fecundidade oriundo dos resultados preliminares do Censo Demográfico 2010. Para as estimativas da população dos municípios, foi utilizado o Método de Tendência de Crescimento, tomando-se como base as populações municipais observadas em 2000 e 2010. Para as Unidades da Federação, as populações foram estimadas pela soma das populações de seus municípios componentes.

O Sistema de Projeções da População do Brasil, atualizado com as informações do Censo Demográfico 2010, das pesquisas por amostragem mais recentes, bem como dos registros administrativos referentes ao ano de 2010, tem sua conclusão prevista para 2013, a tempo de serem utilizadas na estimativa das populações municipais com data de referência em 1º de julho de 2013.

A metodologia pode ser consultada em sua íntegra no link:
ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_Projecoes_Populacao/Estimativas_2012/metodologia_2012.pdf.

Com informações do IBGE | 31.08.2012

Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente

ATENÇÃO COLEGAS PROFESSORES!

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou hoje (21.08.2012) que a primeira edição da Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente será em 2013, provavelmente no mês de setembro. A intenção do Governo Federal é aplicar uma prova única para selecionar professores para as redes de ensino de todo o país.

A partir dos resultados, os municípios e estados que aderirem ao exame poderão selecionar os profissionais a partir do banco de classificados que será criado com os resultados, sem a necessidade de organizar seus próprios concursos.

A ideia surgiu ainda em 2010. A primeira edição será voltada à seleção de professores para atuar nos primeiros anos do ensino fundamental. De acordo com o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Luiz Cláudio Costa, o pré-teste do exame já foi feito e o banco de itens que comporão a prova está pronto.

“Uma governadora de um estado do Nordeste me disse que fez um concurso para selecionar 3,5 mil professores, mas, em algumas disciplinas, como física e matemática, nenhum foi selecionado. Nós vamos tentar ajudar esse quadro em rede nacional, com a prova de ingresso na carreira”, disse o ministro.

O Ministério da Educação estima que os resultados serão aproveitados principalmente por municípios menores, que têm dificuldades técnicas e financeiras de realizar concursos públicos.

A matriz dos conteúdos foi publicada para consulta pública em março de 2011. De acordo com o documento, a prova vai avaliar o profissional a partir de três dimensões: profissão docente e cidadania, trabalho pedagógico e domínio dos conteúdos curriculares. Serão exigidos conhecimentos em temas como políticas educacionais, gestão do trabalho pedagógico, além do domínio dos conteúdos como língua portuguesa, matemática, história e artes.

A Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente é uma iniciativa do Inep no âmbito das políticas do Ministério da Educação no sentido da valorização dos profissionais do magistério no país.

A Prova Nacional de Concurso tem o objetivo principal de subsidiar os Estados, o Distrito Federal e os Municípios na realização de concursos públicos para a contratação de docentes para a educação básica. Trata-se de uma prova anual, a ser aplicada de forma descentralizada em todo o país para os candidatos ao ingresso na carreira docente das redes de educação básica. Cada ente federativo poderá decidir pela adesão e pela forma de utilização dos resultados: se como única prova, seguida da análise de títulos, ou como primeira prova, seguida de uma prova adicional do próprio município, por exemplo.

A ideia é a seguinte: as redes que fizerem adesão junto ao Inep publicarão seus editais de concurso público, indicando a forma de utilização dos resultados da Prova. Os candidatos poderão se inscrever em todos os concursos que lhes interessar e, após a participação na Prova, o Inep encaminhará às redes os resultados dos inscritos em seus respectivos concursos.

Todos ganham com essa iniciativa. Para as redes de educação básica, a Prova permitirá a redução de custos desses entes com a elaboração e a aplicação das provas, bem como permitirá maior agilidade no preenchimento de cargos vagos de docentes. Isto porque, devido ao peso dos custos da realização de um concurso para orçamento de uma secretaria, especialmente no caso dos municípios menores, muitas vezes fica-se amplos períodos sem a realização de concursos públicos, optando por acumular um número significativo de cargos vagos para que valha a pena realizar um concurso. Nesse meio tempo, o trabalho acaba sendo desenvolvido por professores temporários – geralmente um contingente maior do que seria o ideal apenas para cobrir necessidades temporárias.

Para os candidatos a professor, a existência de uma Prova que será aplicada em todo o país e poderá ser utilizada por diversos estados e municípios, aumenta significativamente a possibilidade de escolha do local de trabalho, bem como a possibilidade de se tornar um professor efetivo de uma rede de ensino. Com a mesma prova, o professor poderá se inscrever em quantos concursos desejar – dentre aqueles que adotarem a Prova como parte do concurso.

Mais do que disso, trata-se de uma Prova com qualidade garantida pelo Inep/MEC, baseada em uma matriz que está sendo nacionalmente discutida e que tem como ponto de partida a pesquisa e a reflexão sobre o perfil desejado para um ingressante na carreira docente no Brasil.

Desse modo, ao melhorar os processos de contratação de professores em termos quantitativos e qualitativos, a Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente pretende contribuir para que os alunos da educação básica ganhem professores cada vez melhor qualificados e com melhores condições de exercer com excelência sua profissão.

Outras informações complementares, acesse http://portal.inep.gov.br/prova-docente .

Com informações do INEP e Agência Brasil.