SEDUC-RS anuncia novo concurso para 2012/2013

SEDUC-RS anuncia novo concurso para o magistério até o início de 2013

O secretário estadual da Educação, Jose Clovis Azevedo, anunciou, em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, que será realizado um novo concurso para o magistério entre o final deste ano e o início de 2013. A medida servirá para preencher as cerca de cinco mil vagas que não foram atendidas após a divulgação dos aprovados na última prova realizada no Estado.



Além de ofertar o mesmo número de vagas as quais ficaram em aberto a professores da rede pública de ensino, Azevedo afirmou que o governo estuda ampliar a disponibilidade de postos de trabalho.

Sobre o alto índice de reprovação, o secretário disse que o nível de dificuldade do concurso estava “dentro do mínimo que se espera de um professor da rede pública”. Dos 63.782 candidatos, apenas 5.224 foram aprovados, ou seja, um índice de 7,55% do total de inscritos.

Sobre o concurso
As 10 mil vagas ofertadas contemplam o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação Indígena e Educação Profissional. A lista dos aprovados foi divulgada no final da manhã desta quinta-feira. Os candidatos podem fazer a consulta no site da Fundação de Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH). O resultado pode ser acessado com o uso do CPF.

Os recursos referentes aos gabaritos e aos resultados das provas objetivas deverão ser entregues entre 18 e 22 de maio, através de requerimento específico. O documento deve ser dirigido ao secretário estadual da Educação e entregue diretamente no setor de protocolo da FDRH (Av. Praia de Belas, 1.595, em Porto Alegre), das 9h às 11h30min e das 14h às 17h. Pelo Correio, serão admitidos recursos enviados unicamente por Sedex, com data de postagem até 22 de maio.

A classificação será divulgada somente após a prova de títulos (que equivale a 20% da pontuação total), etapa posterior à avaliação dos recursos. Os candidatos devem acompanhar a divulgação dos prazos no site da FDRH. O Departamento de Recursos Humanos da Seduc deve nomear os aprovados a partir do mês de agosto.
Fonte: ZH | Veja também: Portal G1 – http://virou.gr/Jb1K3f

Nota da Prof. Omar Martins: Embora concorde, em parte, com a colocação do Prof. José Clóvis – em relação aos problemas na formação superior dos professores – , como professor que atua há mais de 12 anos em certames públicos em todo o país, vejo que falta uma profunda autocrítica por parte da SEDUC-RS (do ponto de vista da elaboração dos programas e alterações realizadas após a publicação do Edital) e da FDRH-RS (no que tange a fragilidade da organização do certame).  Digo aos meus inúmeros amigos e ex-colegas de Administração Pública que os concursos devem ser repensados (assim como fez – com grande sucesso – a maioria dos órgãos federais nos últimos anos).

About these ads

Sobre Editor

Professor / Editor do blog.

Publicado em maio 17, 2012, em Atualidades. Adicione o link aos favoritos. 77 Comentários.

  1. Sou Gaúcho morro em São Paulo a mais de 6 anos sou professor da rede estadual através de concurso FCC a onde participaram mais de 230mil candidatos(não houve erro algúm), resolvi fazer o concurso da SEDUC-RS, vejo que objetivo específico do certama ,com tantas alterações nos editais, esta claramente em elimiar , e não uma prova de conhecimentos do docente, uma prova confusa, sem autores, páginas , questões jogadas ao vento, canditatos aprovados na consulta eletrônica e reprovados na listagem. E já estão pensando em outro concurso claro que não vai ser R$ 121,00. FUNDAÇÕES ,diretamente ligadas à Governos devem passar por avalições constantes e aperfeiçoamentos e auditorias.

    Prof.
    Vladiney

    • A FDRH tornou-se canal de aporte financeiro no RS, inacreditável o que aconteceu neste concurso, o princípio da publicidade não foi observado, toda esta desorganização levaria qualquer concurso ao cancelamento total e a uma realização de novas provas, mas a Seduc vai aproveitar para passar a caixinha nos candidatos novamente em 2013.
      Alterações posteriores no edital, confundindo os candidatos, conteúdo programático extenso e obscuro, muitas questões de um único autor entre dezenas de livros da bibliografia…
      Os candidatos deveriam mobilizarem-se e entrarem com ação conjunta no Ministério Público, contra a Seduc. Sinto-me lesada na minha boa-fé, sinto-me mais uma trouxa que contribuiu com R$ 121,00, para esta vergonha e desrespeito que ficará impune, porque parece que este concurso é intocável!
      Enviei vários email’s(cfe. orientação da FDRH), solicitando informações sobre itens obscuros do edital, mas NÃO OBTIVE NENHUMA RESPOSTA, NENHUMA ORIENTAÇÃO.
      Seria este o tratamentpo dispensado a todos os candidatos?
      Abraços,

      • Fiz minha inscrição e ficou com um número de código da área de linguagens 108, minha área é Língua Portuguesa, tentei muito antes do concurso arrumar, pois fiz a inscrição de acordo com o edital, fui até a FDRH e me disseram que o computador depois de fazer não desfaz e fui desclassificada sem poder nem fazer a prova do concurso. Isso só prova que a FDRH teve muita dificuldade em realizar o concurso do magistério, sua organização tem que melhorar e muito, pois sua credibilidade cai…..

      • não concordo com vc,fiz o concurso obtive nota 78 na prova objetiva, já fui nomeada e estou trabalhando. Fazia muitos anos q o estado não fazia um concurso,era somente contratos. Faltou estudo….

  2. Sobre a parte em que o colega comenta: “canditatos aprovados na consulta eletrônica e reprovados na listagem.”… eu tive uma pontuação na consulta eletrônica, e outra pontuação na listagem. Está reamente complicado.

  3. ” Sobre o alto índice de reprovação, o secretário disse que o nível de dificuldade do concurso estava “dentro do mínimo que se espera de um professor da rede pública”. ”

    Só pode estar gozando com a cara dos professores. Exigem gênios para lecionar e não conseguem nem pagar o piso mínimo nacional.

    • Oi povo que luta e não desiste nunca!
      Depois de ter conferido o gabarito fiquei tão chateada de não ter conseguido me classificar que não peguei mais a prova nem para ver onde havia errado….chorei …me escabelei…não admiti que havia reprovado, pois me considero uma professora de alto nível. Fiz por merecer! Ano passado passei em três concursos municipais, em primeiro, segundo e terceiro lugar. E como moro na divisa de SC, todo ano faço uma prova de seleção para contrato nesse Estado, e sempre me classifico muito bem. Nunca fiquei sem trabalhar desde que me formei em 2008. Por isso fiquei arrasada! Senti-me uma inútil. Pensei até em mudar de profissão!
      Mas, ao passar do tempo, que todas as feridas ele cura, e apoio da família e colegas de profissão, que também estão no mesmo barco, senti-me mais confortada. Descobri nos blogs muito apoio também. Então, veio a tal lista de REPROVADOS e APROVADOS….que piada! Sem graça alguma, é claro! Ficamos na boca da mídia! Estamos sendo tachados de BURROS por tabela! Estão nos culpando até do alto índice de reprovação dos alunos! (Gostaria de saber se os pais desses alunos culpariam os professores pela reprovação de seus filhos!)
      É isso! O professor é culpado de ter cerca de 500 a 600 alunos, em média para atender semanalmente. Dando a eles suporte, incentivo, conselhos. Sendo, algumas vezes, psicólogos, médicos, pais e mães. Sem falar que temos que aplicar nossos conteúdos programáticos estabelecidos no currículo, além de usarmos metodologias bem dinâmicas para não deixar que as aulas fiquem chatas! Temos que ser artistas, mágicos e PALHAÇOS! Sim pelo salário que ganhamos!
      Estou entre os 90 e tantos por cento dos reprovados por uma simples razão, que não é mal formação! EU não tive tempo de me preparar. Pois o período que deveria estar e estudando para esse concurso, tive que trabalhar para suprir as necessidades da minha família. Pergunto: Qual professor (a) não tem outra atividade além do magistério para sobreviver? A não ser que há na família outra fonte de renda.
      Essa prova foi massacrante! Foi torturante e cansativa, sem falar nos erros! É mais fácil culpar os professores do que admitir que há erros na elaboração da prova!
      Mas somos uma classe pensante. Somos sonhadores. Acreditamos que o bem sempre vence o mal! Somos batalhadores e fazemos do nosso trabalho a realização de um sonho! O sonho de um futuro melhor, com pessoas melhores, mais felizes e que saibam buscar seus direitos sempre!
      Batam palma para nós! Porque nós somos professores e merecemos!
      Bom findi a todos e todas que estão sapecando os neurônios formulando recursos ao invés de estar VIVENDO lá fora no sol, curtindo com a família esses dias maravilhosos! Ahh! Eu me esqueci….somos professores! Isso não nos pertence! Enquanto muitos saem do trabalho para curtir o final da semana, nós continuamos nosso trabalho em casa corrigindo provas, elaborando novas atividades ……etc…etc…etc…
      Ana Célia

      • Adriano (massacrado pelo sistema)

        Parabéns pelas colocações colega! É isso mesmo que tu diz….

      • Solange concordo contigo quanto a mobilização. Nós gaúchos estamos cada vez mais “domesticados” com o intuito de nuca reagir diante de irregularidades como as que tem acontecido nos concursos da seduc. É só lembrar o que aconteceu no último concurso. A governadora não nomeou nem o primeiro colocado nas séries iniciais. Verdadeira barbárie.

  4. O pior de tudo “isso” é que a corda sempre arrebenta do lado mais fraco, mais digno seria ssumir o que realmente aconteceu….um listão de reprovados, não seria o caso de repensar este modo de avaliar???com tantas incertezas e informações desencontradas…o pior é não reconhecer o que aconteceu e ja cogitar a possibilidade de um novo concurso…será que no mesmo nível deste????espero que não….suplicamos mudanças!!!!

    • Prof. Paulo Rogério

      concordo contigo, me formei em letras, passei com nota máxima no tcc e fiquei entre os incapazes de lecionar no estado. Quanta falta de bom senso, a seduc julgar os reprovados desta forma.

  5. Conclamo a todos os Mestres e Doutores em Educação, ajudem-nos a demonstrar que nossas aulas de didática e de metodologia não foram em vão, que ao fazermos uma avaliação devemos levar em conta o conteúdo e “cobrar” isso de forma clara e objetiva! Educador sim, idealistas sim,independente de ideologias políticas, solicito auxílio na revisão das provas deste concurso. Sei que o prazo de recurso é curto, mas se algum profissional de ensino superior puder auxiliar a todos nós concurseiros agradecemos sinceramente pois por maior que seja nossa disposição de lutar contra a afronta que foi este concurso (erros,falta de provas,mudança de editais,…) sinto que muitos já estão a esmorecer, o abatimento, a tristeza, a falta de apoio e amparo está se infiltrando por toda a classe. Ver gente com nota muito inferior a nossa aprovado e por uma questão estar eliminado é frustrante só não é pior que ver alguns setores da mídia dando razão ao Exmo Secretario sem levar em consideração o quão confusa e exaustiva foi esta prova (além de pessimamente elaborada).
    Deixo ainda um questionamento; por que somente no concurso do Magisterio foi exigido 60% por disciplina (contrariando inclusive o edital) e em putros cargos para o Estado não é exigido?
    Colegas, estou distante das Faculdades de Educação mas penso que está mais do que na hora de solicitarmos uma revisão da prova por profissionais das nossas Universidades Se for necessário, duvido que muitos que aqui escrevem não desembolsariam para obter um recurso muito bem fundamentado realizado por um profissional ilibado como um professor de ensino superior.
    Estou com muito medo que nossos recursos, agradeço a todos e peço que continuem postando-os aqui, sejam sequer analisados.Agora se tivermos nomes da UFRGS,UFSM,FAPA< PUC e outras duvido que eles pensem em questionar e se assim o fizerem ainda teremos o direito de recorrer a justiça!

    • Concordo plenamente com o que foi colocado e digo mais: se nós, professores, reprovarmos
      92 % de nossos alunos, sobre quem recairia a culpa?? A eles, que não estudaram, ou a nós que (não) os preparamos devidamente para tal prova?? Fica a reflexão!
      ps: No caso dos alunos, é obvio que o erro foi nosso. No caso do concurso, é obvio que o erro foi nosso. É sempre assim!!!

  6. Professor, um colega passou no concurso, porém, não está formado na faculdade ainda. Será que ele pode assumir mesmo assim?

  7. Meu colega se forma no meio do ano que vem apenas!

  8. Ana Paula Madruga

    Professor, se puder ajudar a divulgar pr agente!! Eu e um grupo de colegas resolvemos unir forças para nos ajudar! Fizemos esse blog para que possamos socializar dicas para os recursos do Concurso do Magistério Estadual. Quem puder divulgar, ficaremos MUITO grat@s!!! http://recursosconcursomagisteriors.blogspot.com.br/

  9. Bom dia pessoal.
    Esse concurso perdeu a credibilidade faz tempo. Torço para que com as anulações das questões absurdas muitos bons professores e professoras possam entrar na lista de aprovados.

    Bom, eu fui aprovada em historia, na 1° CRE. Muita gente foi aprovada, devo estar lá pelo 100° lugar =/
    Prof. Omar, o sr. acha que tenho alguma chance de ser chamada?
    Sei que muita coisa ainda vai mudar com o gabarito final e a prova de títulos, mas fiquei chateada de ter ficado mal colocada.

  10. Obrigada professor! Não só pelo apoio, mas principalmente pelo seu trabalho aqui no blog.

    Abraço,
    Professora Joice!

  11. Nossa estou chocada, tamanha foi a artimanha do governo em divulgar o resultado do concurso junto com dados do fracasso escolar dos alunos do 1° ano do E.M. É tudo culpa nossa. E mais, o comentário infeliz e ardiloso do Lasier Martins no JA acabou com o resto de autoestima que nos restava.

    • E ele não falou dos outros profissionais que não conseguiram classificação. Eu não tinha visto, mas tinha vaga para advogado, jornalista e administrador, mas nenhum profissional de qualquer uma destas áreas conseguiu aprovação. Mesmo assim, só quem levou a fama foram os professores…

  12. Saberia quais são os exames médicos necessários para a posse? Para já irmos marcando.

    • Boa noite, Godo:
      Os exames são realizados obrigatoriamente pelo serviço de biometria do Governo do Estado, não sendo aceitos exames de outros médicos.
      Segundo o Edital de concurso:
      “12.3. São requisitos para a posse: (…)
      12.3.7. ser aprovado em exame admissional realizado pelo Departamento Médico do Estado
      (DMEST); (…)”

      “12.5. Os candidatos nomeados através de Ato do Governador publicado no Diário Oficial do Estado e divulgado no site da SEDUC http://www.educacao.rs.gov.br , deverão, a partir da data de publicação, comparecer na respectiva Coordenadoria Regional de Educação para a qual fez a
      inscrição, no prazo máximo de 15 (quinze) dias, para manifestar o seu interesse em relação à posse, de acordo com o Anexo 6, dos níveis e da remuneração, portando a seguinte documentação e/ou outras exigidos pela legislação: (…)
      12.5.7. Laudo Médico Pericial para ingresso no serviço público fornecido pelo DMEST/SARH (conforme encaminhamento feito pela DRH/SEDUC) – (original); (…)

      Um abraço.

      Prof. Omar Martins

  13. Tiago da Silva

    Boa noite galera

    Tem um outro problema aqui neste concurso que ninguém parou para analisar..pelo que andei vendo em Blogs e Fóruns, muitos acadêmicos e pessoas de fora (no caso eu me encaixo neste perfil) passaram, todavia estavam esperando assumir apenas em 2013, colocando uma grande barreira para assumir as aulas, o tempo.
    Alem disso ainda acho muito chato ter que pegar aulas de professores temporários que estão nas escolas, pois iremos tirar trabalho de pessoas que durantes este ano estão em busca de um lugar ao sol.
    Eu por exemplo estou meio confuso se vou para o RS sim ou não, pois aqui estou com minhas 40 Ha (como temporário) e tenho a possibilidade de buscar o 2º padrão agora no final do ano (com o 2 concurso…).
    Enfim agora é esperar, acho que se a FDRH for inteligente vai anular varias questões e deixar passar pelo menos uns 12.000 professores para suprir as vagas.
    è isso galera espero que todos que estão por uma ou mais questões que entrem nestas chamadas, pois todos vcs merecem, abração galera!!!!

  14. Professor, o senhor poderia fazer a gentileza de pedir para os leitores deste estimado blog para que estes enviem a sua prova escaneada de sua respectiva área pra dar uma força pro pessoal que, embora não tenha feito o concurso de 2012, fará o novo concurso de 2013 ? E, se não for pedir muito, poderia armazená-las aqui no Blog:?

    • Fico me perguntando ….será que os professores reprovados no concurso terão tempo suficiente para se qualificarem até a realização do próximo concurso? Afinal, segundo as palavras do ilustríssimo secretário da (Des)educação…” Os professores que não passaram talvez não tenham a formação adequada para a realidade da escola pública” – Mas somos nós que estamos atuando como contratados nas escolas. Sem falar que muitos dos professores que atuam nas escolas estaduais, atuam também nas escolas particulares. (Essa é a realidade do meu município) A diferença é o salário! Hehehe….
      Eu me recuso a dar meu rico e suado dinheirinho para fazer uma nova inscrição para um novo concurso estadual. E sugiro aos demais reprovados a se negarem a fazê-lo também!
      Marcelo…vou tentar escanear minha prova e postá-la aqui, ok? Dou-lhe o maior apoia a fazer o novo concurso. Uma vez que você não está entre os professores que participaram dessa experiência traumatizante que foi o concurso passado. Afinal, são com os traumas e erros que aprendemos a nos levantar e ver a vida com um novo olhar.
      Bom dia!
      Ana Célia

  15. Gente, por favor, alguém me ajuda, quem não é formado ainda, pode assumir? Pq conheço várias pessoas que se formarão só no meio do ano que vem e passaram….

    • Boa noite, Mari:
      Tudo bem?
      O diploma é um dos requisitos básicos para o exercício dos cargos de nível superior (habilitações) a ser demonstrada no momento da posse.
      Segundo o item 12.6.3 do Edital: “São requisitos para a posse: (…) “possuir a escolaridade exigida, comprovando a habilitação legal para o exercício do cargo.”

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

  16. MARIA MONTEIRO

    OLÁ PROF,
    SERÁ QUE VAMOS TER QUE AGUENTAR CALADOS MAIS UMA VEZ!
    FIZ O CONCURSO DE 2005 E PASSEI EM 36º LUGAR, FUI CHAMADA PARA CONTRATO TEMPORÁRIO DE 40H. NÃO SEI PORQUE MOTIVO NEM O PRIMEIRO COLOCADO FOI CHAMADO PARA ASSUMIR, OU SEJA, ESTOU OCUPANDO A MINHA PRÓPRIA VAGA E NÃO FUI NOMEADA. AGORA, FIQUEI COM MÉDIA 71,2, DUAS QUESTÕES AS QUAIS CONTABILIZEI NÃO APARECERAM NO RESULTADO FINAL E EU ESTOU PERPLEXA E TAMBÉM REPROVADA. NÃO CONSIGO FALAR COM NINGÚEM PARA ME DAR UMA LUZ, SE POSSO PEDIR RECURSO EM ALGUMA QUESTÃO, SEI LÁ…É MUITO LASTIMÁVEL ESSA SITUAÇÃO, FICAM BRINCANDO COM OS SENTIMENTOS, ARRASAM COM NOSSAS PERSPECTIVAS. SERÁ QUE VAI HAVER UMA FÓRMULA MÁGICA QUE O PROFESSORES PODERÃO TOMAR ANTES DE FAZER A PRÓXIMA PROVA…NINGUÉM CONSEGUE MUDAR TODA UMA BASE EDUCATIVA DO MEIO PARA O FIM DO ANO, COMO OUTROS JÁ DISSERAM, SERÃO OS MESMOS PROFESSORES QUE FARÃO O PRÓXIMO CONCURSO. ISSO É EXTORÇÃO, NÁO PREOCUPAÇÃO COM A EDUCAÇÃO. SE HOUVESSE PREOCUPAÇÃO IRIAM PAGAR O PISO NACIONAL PARA QUE PUDÉSSEMOS TRABALHAR MENOS E PLANEJAR MELHOR NOSSAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS. SÓ QUEM VIVE NOS DIAS DE HOJE DENTRO DA ESCOLA SABE A CARGA QUE O PROFESSOR PRECISA CARREGAR PARA DAR CONTA DO AMOR QUE FALTA PARA AS CRIANÇAS, DOS PROBLEMAS PSICOLÓGICOS, DOS PROBLEMAS FAMILIARES, DA DROGADIÇÃO, …ATÉ HOJE SÓ OBTIVE ELOGIOS NA ESCOLA, ADORO O QUE FAÇO E AS CRIANÇAS TAMBÉM GOSTAM MUITO DE MIM. SER CONSIDERADA INAPTA SENDO QUE FIZ UMA MÉDIA MAIS ALTA DO QUE MAIS DE CINQUENTA POR CENTO DOS QUE FORAM APROVADOS É DEMAIS…
    ABRAÇO

  17. Ola prof ,gostaria de esclarecer uma dùvida ,a diferença em retificar uma questao e anular.Pois ao retificarem a questão 28 legislação fiquei com 5 e acabei reprovando .

    • Boa tarde, Maria:
      Com a ANULAÇÃO da questão, todos os candidatos que prestaram as provas recebem a pontuação a fim de integrar sua pontuação final.
      Com a RETIFICAÇÃO somente os que responderam o item indicado no gabarito oficial são pontuados.

      Espero ter ajudado.

      Qualquer coisa estou à disposição.

      Um abraço.

      Prof. Omar Martins

  18. Marcos Freire Machado

    Bom Dia Prof°.
    Parabéns pelo Blog!
    Passei no concurso e estou com uma dúvida, já posso enviar os títulos para a FDRH? ou devo aguardar edital específico após a análise dos recursos.

    Att.,
    Marcos

    • Bom dia, Marcos:
      Parabéns pelo resultado…
      Deve aguardar o Edital de convocação para a Prova de Títulos que só será publicado após a análise dos recursos, publicação do gabarito definitivo pós recursos, publicação do resultado classificatório definitivo. Temos ainda algumas semanas para tanto.
      Divulgarei no blog o Edital e comentários para o envio dos documentos.

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

  19. Boa noite professor!
    Fui aprovado no concurso, porém tenho uma duvida, depois dos recursos não há mais retificação de questões e sim anulação é isso?

    Obrigado…

    • Boa noite, João:
      Teoricamente, pode ocorrer RETIFICAÇÃO até a divulgação do gabarito definitivo pós recursos; entretanto, é extremamente improvável.
      Retificações são realizadas em decorrência de erro formal, via de regra, gabarito assinalado de forma incorreta (como aconteceu no SEDUC-RS 2012).
      Na ANULAÇÃO, o gabarito é validado para todos os candidatos que prestaram a prova, sendo os percentuais recalculados.

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

  20. Marcos Machado

    Boa Tarde Prof° Omar.
    Já estou buscando os comprovantes para apresentar com título mas tenho uma dúvida, quanto a relação de títulos, e acredito que possa me ajudar, a dúvida é a seguinte: Na tabela de títulos o item F) Comprovante de participação em congressos, seminários, simpósios ou outros eventos na área da Educação, com o mínimo de 40(quarenta) horas, a partir de 2005.
    Na graduação participei de seminários, congressos, simpósios tudo o que surgia para fechar a carga horária das horas complementares mas cada seminário tinha uma carga horária de 3, 4 ou 8 horas no máximo, como posso fazer para apresentá-los na prova de títulos? Junto todos os comprovantes de seminários que participei até somar as 40 horas? ou somente será aceito como título o comprovante de participação em um seminário apenas de com no mínimo 40 horas?
    Desde já Agradeço pela atenção!
    Muito Obrigado!
    Marcos.

    • Boa tarde, Marcos:
      Infelizmente, só são aceitos comprovantes de participação de congressos, seminários, simpósios ou outros eventos na área da Educação, com o mínimo de 40 (quarenta) horas cada. Assim, não podem ser somados pois apenas são aceitos certificados separadamente.

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

  21. Prof Omar, quando o senhor acredita que sairá o edital para enviar os títulos?

  22. No meu modo de ver, este concurso foi o primeiro que divulgou a listagem dos aprovados mesmo sequer antes de analisar os recursos, muitos candidatos ficaram por uma ou duas questões e se após aceitarem alguns recursos de questões, com certeza a porcentagem de candidatos aprovados irá consideravelmente aumentar, gostaria que após anuladas algumas questões que o índice de aprovados fosse amplamente divulgado pela mídia.

  23. Boa tarde Prof Omar
    Tenho uma dúvida, quanto aos certificados será válido somente após o ano de 2005?
    O que é considerado comprovante de publicação de artigo, será que é a carta de aceite da revista?
    Os certificados de informática, existe alguma regra que torne o certificado válido, pois tem alguns certificados que não tem nenhum número de registro será que tem validade?
    Obrigado

    • Boa tarde, Maristela:
      Tudo bem?
      As regras genéricas para a prova de títulos estão expressas no Edital de Concurso | http://www.fdrh.rs.gov.br/upload/20111229105335edital_nr01_2011.pdf | item 8.8 e Anexo 9.
      Especificamente, os documentos das alíneas “e” a “h” da tabela em 8.8.5 só podem ser apresentados com data igual ou superior ao ano de 2005.
      Sobre os critérios: não há, no edital, aspectos específicos quanto aos dados dos referidos títulos. Tal especificidade pode ser objeto do Edital de Convocação à prova de títulos (pós divulgação dos resultados definitivos). Entretanto, acho difícil.
      Normalmente, na maioria dos certames, a banca exige que: a) nenhuma informação esteja rasurada; b) tenha sido assinalada a empresa/instituição concedente do título (CNPJ, endereço, telefone, responsável etc); c) cumpra o mínimo exigido (p. exemplo: 40 horas; referência à educação, a partir de 2005 etc). Caso ocorra qualquer problema a banca é soberana para não aceitar a titulação.
      Importante ressaltar que tal aparente “liberalidade” é apenas para os títulos de cursos, simpósios, seminários etc.
      Os títulos de certificação de graduação, pós ou tempo de atividade costumam ser cobrados rigorosamente nos termos da legislação federal.
      Sobre a titulação prevista na alínea “h”: “Comprovante de publicações de artigos em revistas, jornais, livros na área da Educação, a partir de
      2005″, recomendo anexar, além do aceite, cópia da publicação com ISBN ou ISSN, excerto da data e local de publicação, caso seja em jornal ou revista.
      Lembro novamente que o Edital de Convocação pode trazer outras exigências, desde que não sejam conflitantes com o Edital de Concurso (podem ser complementares).

      Espero ter ajudado.

      Qualquer dúvida estou à disposição.

      Prof. Omar Martins

      • OBrigado Prof Omar valeu…

      • Professor, fui aprovado em 2005, para inglês, em 1 classificação, enisno médio e e em 2 classificação para inglês, esnino fundamental. Mas não fui nomeado. Agora fui reprovado, pois obtive 67,5 da prova, porém não obtive pontuação necessária na específica.
        O primeiro edital foi anunciado que o concurso seria organizado em duas provas ( Legislação, Português e Conhecimentos pedagógicos); a outra ( cohecimentos da área com 25 questões); depois retificaram -deveria obter 60 % de cada disciplina(pura sacangem). Pergunto: para este fato cabe recurso? Dirceu- Uruguaiana.

      • Boa dia, Dirceu:
        Uma pena o que aconteceu com o concurso em 2005, a maioria dos aprovados não foram chamados.
        Sobre o recuro da mudança dos critérios de classificação: os prazos para recursos (desta etapa) já estão encerrados.
        Vários colegas recursaram sobre a alteração. Entretanto, acho pouco provável que a FDRH-RS altere sem uma medida judicial cabível.

        Um abração.

        Prof. Omar Martins

  24. Alaídes Silveira Ferreira

    Boa tarde Prof Omar, meu nome é Alaídes Ferreira sou de Bagé Rs, fiz pela primeira vez o concurso do magistério estadual e fiquei somente por uma questão em Português e uma em legislação, das duas fiz recurso pois as questões tanto na pergunta quanto na resposta estavam dando duplas ou mais interpretações, será que tenho chances de revisarem as questões e então ser aprovada? Obrigada por sua atenção. Alaídes

    • Boa noite, Alaídes:
      Acredito que ocorra algumas anulações de questões. Entretanto, só saberemos das possibilidades com a publicações dos resultados.
      Fico torcendo por ti.

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

      • O CPERS ESTARA FAZENDO UM ATO EM QUE IRA DENUNCIAR A FRAUDE QUE FOI ESTE CONCURSO ACESSEM O SITE DO CEPERS E VAMOS PRESSIONAR O GOVERNO PARA QUE SEJA REVISTA AS MUDANÇAS EDITAL QUE ACARRETOU INUMERAS REPROVAÇOES.CONVOCO A TODOS CONCURSEIROS SEDUC A OLHAREM A. LISTAGEM APROVADOS CONCURSO SEDUC E VERÃO. QUE ADVOGADOS ANALISTAS SISTEMAS ARQUITETOS ENFERMEIROS PSICOLOGOS FORAM TODOS(100%) REPROVADOS MAS O GOVERNO SO FOCOU NOS PROFESSORES VAMOS TODOS SINDICALIZADOS OU NAO APROVEITAR AS FRAUDES DOS CONCURSOS E PRESSIONAR O MINISTERIO PUBLICO A INVESTIGAR TODOS OS ERROS DESTE CONCURSO E ISSO SO SERA POSSIVEL ATRAVES DE MUITO BARULHO

  25. Boa tarde Prof: Omar gostaria de saber se tenho alguma chance de entrar com recurso contra o edital que diz:8.1. O Concurso será constituído de duas provas objetivas, de caráter eliminatório, e de prova de títulos, de caráter classificatório.
    8.1.1. Aos candidatos ao cargo de Professor Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, será aplicada uma prova objetiva, de conhecimentos gerais (Conhecimentos Pedagógicos e Legislação) e Língua Portuguesa, composta de 35 questões, e a outra prova, relativa á área de conhecimento e habilitação do professor, composta de 25 questões.
    Então dessa forma eu deveria acertar 60% das 35 e 60% das 25 dessa forma eu passaria
    mas como não foi assim me faltou apenas 1 questão específica de matemática enquanto sobrou de conhecimentos específicos da área dentro das 25 questões.
    Gostaria de saber também se vc sabe de algum recurso de questões específicas de matamática que podem ser anuladas .
    Obrigado!!!!

    • Boa tarde, Rosi:
      Tudo bem?
      O período para os recursos administrativos já terminaram e nos próximos dias teremos a respostas da SEDUC-RS e FDRH-RS acerca da análise dos mais de 800 pedidos de revisão impetrados. Segundo as normas do Direito Administrativo, ainda há a possibilidade de buscar alterações junto ao Poder Judiciário, através de processo contra o Governo do Estado.
      Sobre a possibilidade de anulação de questões específicas de matemática: vi vários colegas comentados sobre recursos de matemática, mas não tenho conhecimento sobre as reais possibilidades.

      Um abraço.

      Prof. Omar Martins

  26. Professor Omar! Gostaria muito de saber se os 5000 aprovados do concurso vão ser prejudicados em função da contestação do CPERGS. Acharia isso muito injusto. Estou muito anciosa para ser nomeada. Quando será a entrega dos títulos? E as nomeções? Se puderes me responder, fico muito agradecida.

    • Boa noite, Vanda:
      Não acredito que a demora na publicação dos resultados tenha algo a ver com a ação judicial que o CPERS ingressou na semana passada.
      Acho que tem mais com o fato de ser mais de 800 recursos que devem ser respondidos.
      Acredito que o resultado deva ser divulgado nas próximas duas semanas e as nomeações iniciadas em setembro.

      Um abração.

      Prof. Omar Martins

  27. Bom dia professor… minha irmã passou em historia para Porto Alegre, mas teve mais aprovados do que o número de vagas para a cidade, e sua classificação fica além do número de vagas. Gostaria de saber se acha que ela tem chance de ser chamada? Grata

  28. boa noite professor,
    estou com mais uma dúvida, estão falando que eles irão nomear todos os aprovados, é possível isto? Voltando a falar da minha irmã, ela passou em história para Porto Alegre, só que sua classificação não foi muito boa, foram muitos aprovados e falaram para ela que depois de preencherem as vagas de Porto Alegre, eles iriam chamar para cidades da grande Porto Alegre os aprovados que sobraram.

    Obrigada.

    • Boa noite, Patrícia:
      Acho provavelmente que a SEDUC-RS faça uma nomeação em bloco dentro do quantitativo das vagas distribuídas nos CREs. A partir das desistências, falta de requisitos etc, a Secretaria já tem apurado a necessidade de nomeação para além das vagas dentre os candidatos aprovados. Contudo, acredito que tal processo deva ocorrer após o primeiro ciclo de nomeações (ninguém sabe ao certo quantos irão entregar documentos para a posse!).
      Infelizmente, todas as informações que temos são oficiosas (extraoficiais) e não podem ser confirmadas até a tomada de decisão da SEDUC-RS.

      Um abração.
      Obrigado por novamente compartilhar no meu modesto blog.

      Prof. Omar Martins

  29. ola.
    meu nome é luiz silva sou esposo de professora e pai de aluno e estou muito revoltado.
    é a primeira ves que vejo um secretario chamar os professores de burro e pior ninguem faser nada em defesa do professor….burros são vcs governantes qui acham qui pagando salario ridiculo vão contratar verdadeiros genios para a rede publica de ensino.e por essas que vimos tantas escolas privadas se multiplicarem no brasil .por favor secretario de uma olhada no preço de um mestrado ou um doutorado na area de educação. é praticamente impossivel para um professor pagar. e para finalizar se não for incomodo …….peça desculpa em publico para os professores.

  30. Cristiane M. B

    Profº Omar, não existe mais a possibilidade de pedir prorrogação para a posse, antes poderia ser requerido 15 dias, eu só consigo meu atestado de conclusão de curso em outubro, e as nomeações estão previstas para setembro, na minha nomeação de 2005 fui nomeada em abril e só tomei posse em agosto, mas agora com essa pressa toda do governo estou com medo de perder a vaga por questão de dias.

    • Bom dia Cristiane:
      Tudo bem?
      Acredito que dará tempo, pois em concursos sempre há protelação de prazos para evitar demandas judiciais contra a Administração Pública.
      Segundo informações preliminares da SEDUC-RS (ainda não confirmadas) o resultado da avaliação dos títulos será divulgado dia 19 de agosto. Daí abre-se prazo para recursos e análise destes. O resultado final será publicado dia 10 de setembro. Do resultado publicado ainda teremos alguns dias até a publicação das nomeações no DOE-RS. Ocorre que não sabemos ainda se a SEDUC-RS as fará em bloco ou por etapas (temos que pensar que a estrutura do estado é limitada em se tratando das avaliações biométricas e na recepção dos documentos). Assim, acredito que “raspando” (como diria minha falecida mãe!) ocorrerá sincronia nos prazos. Fico torcendo para que dê tudo certo.

      Prof. Omar Martins

  31. Daniel Fernando Seferin

    Boa tarde professor. Com um cálculo rápido, vi que, na prova de títulos, devo estar em torno do 117º lugar. Considerando que serão 89 vagas para o 1º CRE, o senhor acha que tenho alguma chance?

  32. Boa tarde! Professor.
    tenho uma dúvida. como faço para calcular a nota da prova com a nota dos títulos? Tirei 60,40 numa e nos títulos 5,8;

  33. juliana mundstock

    Creio que o senhor secretário de estado se equivocou ao falar no grau de dificuldade, penso que a prova em si não estava difícil, mas o seu critério de avaliação, foi contraditório desde o edital, lamento pena que a educação tenha tomado esse rumo!

  34. Regina Menna Ribeiro de Oliveira

    Concordo que os professores precisam se qualificar sempre e cada vez mais,porém,percebi em relação a alguns colegas que independente do grau de preparo de cada um,o desastre foi idêntico para todos .Portanto,não foi só o despreparo dos professores (como disse o Sr. Secretário de Educação) que caracterizou o fracasso em massa,mas a falta de capacitação de quem prepara o concurso.Ah!Sou da área de linguagens e a minha prova (em Uruguaiana)foi anulada devido a erros de elaboração (segundo o Secretário).Sou de Alegrete e precisei retornar a Uruguaiana para refazer a prova.

    • Bom dia, Regina:
      Concordo contigo, Regina.
      Se de um lado tivemos alteração dos requisitos de avaliação e falta de clareza na divulgação para os candidatos, de outro tivemos uma baixa preparação dos colegas para o concurso. Nos cursos que ministrei aulas para Conhecimentos Pedagógicos, em todos os casos, a maioria dos colegas estava acreditando – pelo menos no início – que as provas seriam fáceis, ao estilo da anterior no longínquo ano de 2005. Não foi fácil fazer com que a maioria deixasse essa visão ingênua e focasse em questões aplicadas em outros certames. E em que pese que temos problemas sérios na formação dos cursos de licenciatura, acredito que o maior problema foi a falta de FOCO na preparação dos concursos. Tenho certeza absoluta que o resultado será muito melhor no concurso em 2013, planejado para 10 mil novas vagas.

      Um abração e obrigado por participar com tua opinião no blog.

      Prof. Omar Martins
      Facebook (FanPage): https://www.facebook.com/prof.omarmartins | Perfil: https://www.facebook.com/omarmartins
      Twitter: @profomar
      Blog: http://profomar.wordpress.com
      E-mail: prof.omar@terra.com.br

  35. Vera Lúcia Azevedo Neuenfeldt

    Boa tarde professor.
    Muitas são as opiniões sobre este concurso realizado para suprir a deficiência de professores em nossa rede, porém esta prova e estes critérios em nada engrandeceram esta administração, pois não acredito que através de questões ambíguas e tendenciosas se selecione profissionais competentes.
    Atuo na gestão de escola pública estadual e conheço as dificuldades enfrentadas no chão da escola e tenho absoluta certeza que este concurso não está aqui para resolver nossa situação mas para justificar a incompetência administrativa do governo na área da educação.
    Infelizmente se seleciona pessoas para a Secretaria de Educação por apoio político, apadrinhamentos e não por concurso ou critérios técnicos e portanto se inicia por aí a fraca gestão e a incompetência na educação.
    Queridos professores, somos apenas vítimas de interesses outros e não da verdadeira melhoria da escola e da educação neste estado e neste país.
    Um abraço.
    Vera Neuenfeldt

  36. Boa tarde! Eu havia visto, em algum site (não lembro qual) que as inscrições para o concurso do estado do RS abririam dia 21/01/2013. Desde então, tenho procurado tal edital e o site para inscrição, e não o encontro. Onde posso achá-lo? Desde já, agradeço a todos!

  37. Professor, parabéns pelo seu blog
    Estou com uma dúvida cruel.
    Vou me formar no final do ano de 2013, se tudo der certo. Se eu passar, tenho possibilidade de posse?
    Ouvi dizer, mas não encontrei garantias disso no edital, que podemos pedir para ser chamados na última chamada.

O espaço de comentários do Blog do Prof. Omar Martins será moderado. Não serão aceitas mensagens: • que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal; • que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia; • que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; • que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica; de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; • que caracterizem prática de spam; • anônimas ou assinadas com e-mail falso; • fora do contexto da matéria; • exclusivamente em caixa alta; • com mais de dois mil caracteres.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.996 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: